Guaratuba

20ª edição da Travessia dos Veteranos reúne 120 bombeiros

Ultima Atualização: 12.01.2020 às 09:29:09

Ao longo de décadas, eles doaram o tempo e a energia da juventude protegendo banhistas nas praias. Hoje, já aposentados, os guarda vidas da reserva remunerada do Corpo de Bombeiros do Paraná comemoraram a 20ª edição da Travessia dos Veteranos em Guaratuba no sábado, 11. De acordo com as informações divulgadas no site da Polícia Militar do Paraná, o evento, que já é tradição na cidade aconteceu na Praia Central e contou com cerca de 120 participantes.

O coronel Samuel Prestes, comandante do Corpo de Bombeiros, falou do tempo em que também serviu nas praias do estado e da relevância que o serviço de guarda-vidas possui, principalmente na temporada de verão. "Nosso guarda-vidas é um profissional diferenciado. Esses homens ficaram vários anos trabalhando nas praias durante a Operação Verão e, por isso, eles merecem nossa consideração. Mesmo na reserva ainda dão provas de vitalidade. Alguns já ultrapassaram os 70 anos, mas mantém a mesma força de vontade e amor pelo Corpo de Bombeiros", disse.

O subtenente Batista está na organização da Travessia dos Veteranos desde a primeira edição, que ocorreu em 2000. "Se pudesse teria dois corações, pois um só é pouco para a alegria de ter esse pessoal após tantos anos trabalhando juntos. Estou muito contente com o apoio do pessoal e espero estar aqui novamente no próximo ano", afirmou o subtenente.

A travessia foi por volta das 10h, e contou com o apoio do 8° Grupamento de Bombeiros (8°GB) na organização do evento. Para o sargento João Alves Ferreira, participar da travessia foi um privilégio. Ele viajou mais de 400 quilômetros (de Maringá até Guaratuba) só para confraternizar com os amigos da Corporação. "Trabalhei por 31 anos no Corpo de Bombeiros, sendo 30 como guarda-vidas. Não há sentimento melhor do que salvar vidas, ter a satisfação de dormir e saber que cumpri com minha parte", disse.

Para o tenente Edenias Teixeira Guimarães, que está na reserva remunerada há 16 anos, acredita que eventos de confraternização como a Travessia são importantes para manter o contato com os colegas de farda. "Nós sentimos valorizados pela Corporação, sempre participei da Travessia e rever os amigos, para mim, não tem preço", afirmou.

Foto: Divulgação PM/PR

Comentários